O Pix é o novo meio de pagamento do Banco Central do Brasil (BACEN) que permitirá transferências e pagamentos instantâneos entre contas participantes do Pix de pessoas físicas, empresas e órgãos governamentais que funcionarão 24 horas por dia, 7 dias por semana e com tarifas menores.

A Atar já está participando do Pix, então será possível enviar e receber um Pix pela Conta Atar Pay, a partir de novembro!

Nesse post, você verá como funciona e quais as vantagens do Pix. Esse guia foi criado a partir de uma análise da última documentação e novidades do BACEN até o dia 20/09/2020.

Como funciona o Pix?

O Pix irá resolver muitos problemas que temos com as transferências via TED ou DOC e com os pagamentos de contas por boleto, cartão ou com dinheiro vivo.

Olha só:

Sem o Pix, as formas para transferir e pagar contas geralmente possuem taxas mais altas e, em algumas instituições, funcionam somente em dias úteis em horário comercial.

Com o Pix, as transferências e pagamentos podem ser feitos a qualquer dia e a qualquer hora, até mesmo em fins de semana, feriados ou de madrugada, são realizados instantaneamente, em segundos e de graça para pessoas físicas e custando muito pouco para pessoas juridicas e órgãos governamentais!

Além disso, é muito simples fazer um Pix, pois não é necessário inserir dados como banco, agência e conta, como em uma TED ou Doc. Basta utilizar as chaves do Pix.

O que são as chaves do Pix?

As chaves do Pix são os endereços da sua conta. Você pode ter as seguintes chaves de identificação:

  • CPF ou CNPJ
  • Email
  • Número de telefone
  • Chave aleatória (conjunto de letras e números gerado automaticamente pelo sistema)

Ou seja, você pode cadastrar esses dados para receber e enviar Pix em qualquer uma das contas que estão participando do Pix, como a Atar Pay.

Na hora de enviar um Pix, a partir de novembro, você pode fazer de 3 maneiras:

1- Informando a chave manualmente: nessa primeira opção, você precisa digitar uma das chaves da conta para a qual quer transferir, por exemplo o CPF. Depois é só informar o valor e pronto.

2 – Escaneando o QR Code: com pelo menos uma chave cadastrada, já é possível gerar um QR Code para receber transferências. Com essa opção é possível ter um valor definido ou pode não ter valor e pessos jurídicas poderão inserir informações adicionais ao QR Code como desconto, prazo para pagamento, juros, entre outras. E para enviar um Pix utilizando o QR Code, basta escaneá-lo pelo seu app.

3 – Via link de pagamento: assim como você pode gerar um QR Code da sua chave, você também pode gerar um link que leva direto para a transferência. Você pode enviá-lo por mensagem ou disponibilizar no seu site que ao clicar nele, a pessoa pode escolher com qual app quer abrir e os dados para transferências já vêm definidos.

Quais tipos de transações são possíveis fazer com o Pix?

Existem alguns tipos de transações que podem ser feitas via Pix, confira:

Pessoas físicas: uma pessoa física pode receber transferências de outras pessoas físicas, essa transação será grátis, e também será possível receber de pessoas jurídicas e de órgãos governamentais, como o pagamento de salários e benefícios sociais. 

Empresas/lojistas: uma pessoa jurídica pode receber o pagamento de compras de pessoas físicas e jurídicas e também pode receber pagamento de convênios ou outros serviços dos órgãos governamentais.

Órgãos governamentais: pessoas físicas e jurídicas podem transferir para órgãos governamentais.

 

Vantagens

  • Custo reduzido;
  • Transferências mais rápidas;
  • Maior segurança;
  • Mais simples e prático;
  • Valor recebido em tempo real;
  • Inclusão financeira para a população;
  • Saque por meio da rede varejista;
  • Negócios adicionais aos varejistas.

 

Como participar do Pix?

Para usar o Pix, é preciso que o pagador e o recebedor tenham conta em um banco, uma instituição de pagamento ou uma fintech participante do Pix.

E pode ser qualquer tipo de conta: corrente, poupança, pagamento, etc. Basta a instituição participar do Pix.

Essa modalidade estará disponível para a população cadastrar suas chaves de endereçamento a partir do dia 5 de outubro de 2020.

Segundo dados do BACEN, 980 instituições financeiras já estão aderindo ao sistema, a Atar é uma delas!

Crie sua conta em nossa plataforma para participar do Pix assim que a funcionalidade estiver disponível. 😀